FG News: Padre acusado de revelar confissão é absolvido

Postado em: 07-02-2008 Sacerdote de S√£o Jos√© do Rio Preto foi inocentado por uma decis√£o do Tribunal Eclesi√°stico, que foi aceita pelo Vaticano. Em 2006, ele foi afastado de suas fun√ß√Ķes ap√≥s dois jovens de sua par√≥quia o denunciarem; "foi tudo uma inven√ß√£o", disse o padre.

Suspeito de revelar o teor da confissão de fiéis, um padre da cidade de São José do Rio Preto (440 km de São Paulo) foi absolvido por uma decisão do Tribunal Eclesiástico Regional e de Apelação de São Paulo.

A senten√ßa foi homologada pela Congrega√ß√£o para a Doutrina da F√©, no Vaticano. N√£o cabe recurso. Durante o processo, ele foi afastado provisoriamente das fun√ß√Ķes.
Em 2006, o padre Telmo Figueiredo, 45, foi afastado cautelarmente de suas fun√ß√Ķes religiosas ap√≥s dois jovens de sua par√≥quia terem afirmado a representantes da igreja que ele revelou o teor de confiss√Ķes religiosas. "Foi tudo uma inven√ß√£o", disse o padre Figueiredo ontem √† Folha.

Ap√≥s um processo ser instaurado para o caso, o Tribunal Eclesi√°stico Regional e de Apela√ß√£o de S√£o Paulo determinou que sejam restitu√≠dos ao padre todos os of√≠cios, cargos, fun√ß√Ķes e honras, por meio de um ato p√ļblico solene de desagravo promovido pela Diocese de S√£o Jos√© do Rio Preto.

O an√ļncio oficial da absolvi√ß√£o do padre √† comunidade onde ele exercia suas fun√ß√Ķes antes de ser afastado ocorrer√° em uma missa, no pr√≥ximo dia 17.

Al√©m disso, o tribunal classificou de "cal√ļnia" as acusa√ß√Ķes feitas contra o religioso.

A Diocese de S√£o Jos√© do Rio Preto, em nota, informou que "est√° pronta a colaborar para que a decis√£o do tribunal restitua todas as condi√ß√Ķes para que o padre Telmo Figueiredo seja reconhecido em sua condi√ß√£o de presb√≠tero".

O bispo diocesano da cidade, dom Paulo Mendes Peixoto, afirmou no documento que a diocese "se alegra com o desfecho favor√°vel do processo, que serve de alerta para que acusa√ß√Ķes levianas n√£o venham a prejudicar o bom andamento da vida eclesial".

Ainda sem exercer suas fun√ß√Ķes, padre Telmo, como √© conhecido na cidade, disse que a decis√£o do tribunal "desmascarou uma farsa" montada contra ele pelos dois jovens.

Segundo o padre, "medidas administrativas internas da dire√ß√£o da par√≥quia" relacionadas aos dois jovens desencadearam as falsas acusa√ß√Ķes.

Entre as medidas, estava a possível mudança de um deles da coordenação da catequese.

"Durante o processo, viu-se que foi tudo uma invenção. O problema era provar que você não revelou nada. Era uma situação muito delicada."

O padre, que tem 22 anos de sacerdócio, afirmou ter perdoado os dois jovens e que gostaria de voltar ao trabalho o quanto antes.

Fonte: Folha de S√£o Paulo