FG News: Onze pessoas ainda continuam à espera do fim do mundo em caverna

Postado em: 01-05-2008 Os últimos 11 de 35 membros de uma seita religiosa ortodoxa russa que se barricaram numa caverna a aguardar o fim do mundo recusaram-se ontem a abandonar o local - onde estão desde Novembro do ano passado.

"Durante a noite alguns dos nossos aproximaram-se da caverna e tentaram estabelecer contacto com os eremitas, mas nem o padre Vassili, que dirige os que ainda lá se encontram, veio falar. Ouvia-se cânticos religiosos. Posso afirmar, com toda a certeza, de que os seus planos para abandonar a caverna foram alterados", declarou Serguei Negodon, filho de um dos líderes do grupo.

Os 11 resistentes da Verdadeira Igreja Ortodoxa Russa tinham prometido abandonar a caverna, situada na região de Penza, nos Urais, se o mundo não acabasse na Páscoa ortodoxa russa, no passado domingo. No entanto, segundo Serguei Negodon, a data pode ter sido adiada para a Festa da Trindade, em Junho.

Recorde-se que a seita é dirigida por Piotr Kuz-netsov, atualmente internado num hospital psiquiátrico. Após longas conversações, sete mulheres da seita abandonaram a gruta no dia 28 de março, 14 no último dia 1º de abril e mais três no dia seguinte. A informação de que duas das mulheres barricadas terão morrido ainda não foi confirmada.

Fonte: Elnet