Missões: Protestantes são processados por atividade religiosa

Postado em: 29-09-2008 Dois membros da Igreja Pentecostal do Evangelho Pleno, na cidade de Karshi, no Uzbequistão, vêm sendo repetidamente punidos por causa de atividades religiosas pacíficas.

De acordo com uma notícia de 13 de setembro da agência Regnum, o Tribunal Criminal da Cidade fez uma audiência relativa a um caso administrativo em andamento contra Sergei Shadybaev e Andrei Serdyuk. Os dois foram considerados culpados por realizar atividades cristãs ao ar livre, e já tinham sido punidos com uma multa.

Um membro da igreja de Sergei e Andrei, que participou do caso, disse que eles não dariam nenhum detalhe do desenvolvimento deste por medo de represália das autoridades. “A igreja em Karshi tentou, por muitas vezes, levar a situação às autoridades, mas, em todas elas, foi rejeitada. Esse é o verdadeiro problema – os tribunais podem facilmente declarar-nos culpados porque não temos licença.”

Atividade religiosa sem licença é considerada crime no Uzbequistão – o que é contra leis internacionais e o compromisso assinado pelo país em relação aos Direitos Humanos. Teoricamente, é possível a uma comunidade com 100 cidadãos como membros registrar-se, mas, na prática, é muito difícil para a maioria das comunidades conseguirem registro.

Alisher Isokov, do Departamento de Justiça de Karshi, argumenta que a igreja não é registrada porque é uma “organização internacional”, e por isso precisa ser registrada pelo Ministério da Justiça na capital Tashkent. “Peça para o advogado deles vir falar conosco”, disse Alisher quando o Forum 18 comentou que a igreja era registrada em Tashkent, “pode ser que nós a registremos”, ele respondeu.

Fonte: Portas Abertas