Eu não vendo liberdade

Coluna: Palavras de Bênção
Autor: Manoel Valentim

“Eu renovei o sentimento que havia em mim Eu não “to” aqui pra me vender, Não há tarifas aqui. Já cansei, já ponderei, pode sair Quero dizer que já escolhi Quem vou seguir O meu preço já foi pago Por onde eu passe Não te encontrarei Eu não vou, eu não vendo liberdade E não me compare, não estou com vontade Isso é tudo, eu não vendo Liberdade! (2x)” (LIBERDADE – ROSA DE SARON)

Estamos vivendo hoje tempos diferentes daqueles que nasceram na década de 60 e 70. Naquele tempo ser cristão era vergonhoso na sociedade porque éramos tratados como “crentes”, “bíblias”, “ignorantes”, “fanáticos” e muitos outros adjetivos. Naquela época havia realmente uma “cristofobia”. Ninguém se preocupava com nossa fé. Hoje a coisa continua na mesma direção. Mas sabíamos que este era um preço que tínhamos que pagar pela nossa fé e que no futuro esta situação iria mudar para melhor, porque outras pessoas chegariam ao arrependimento sincero e entregariam suas vidas ao Senhor Jesus. E foi o que aconteceu. Sempre ouvi que pecado é pecado, laranja é laranja, cachorro é cachorro. Nas Sagradas Escrituras não houve mudança da personalidade de Deus e nem de seus atributos, como amor, misericórdia, justiça e juízo devido a mudanças culturais na sociedade. A Bíblia continua sendo a Bíblia Sagrada. Suas verdades são imutáveis e inegociáveis, porque a Bíblia Sagrada é o próprio Senhor Jesus Cristo (o Verbo) que se tornou carne e habitou entre nós. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade. (João 1:14- Bíblia Católica) Quando Jesus encontrou a mulher adúltera que seria apedrejada, por força da Lei de Moisés, Ele não a condenou e nem tão pouco se conformou com a situação dela, como se estivesse fazendo uma análise sociológica da sociedade judaica da época, que vivia debaixo da opressão romana! O Senhor Jesus teve compaixão dela, da vida miserável, sem dignidade (porque dignidade só existe quando se conhece a Deus e se sabe o valor da vida na perspectiva Dele, que deu Seu Filho Jesus por nós), sem paz e sem sentido. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. (João 8:10-11) Quem tem amor maior que este, de dar seu único Filho para remir os pecados de cada um de nós, levar toda maldição, injúrias e enfermidades? Ninguém! Só se pode amar profundamente alguém quando se conhece o valor desta pessoa em sua própria vida. Quem não teve um encontro pessoal com o Senhor Jesus Cristo e não considerou, ponderou e testificou que Ele é importante em sua vida não sabe quem é a Brilhante Estrela da Manhã, a Rosa de Saron, o Autor da Vida! Se falarem de Deus, falam de alguém como se fosse um vizinho que conhece, mas não tem compromisso nenhum com Ele e nem se submete a autoridade Dele, expressa em sua Palavra. Mas mesmo assim Ele continua nos amando, desejando que todos cheguem ao pleno entendimento da verdade, isto é, de que todos carecem da Graça de Deus manifestada na pessoa do Senhor Jesus Cristo. Sem Cristo não tem saída, não tem vida, tem sobrevivência, tem ilusão, falsa felicidade, fogo de palha. Quando acabar a palha acaba o fogo. Rótulo não salvará ninguém e nem tão pouco ”muitas boas obras”. É preciso olhar para os olhos de Cristo, como fez a mulher adúltera, reconhecer que precisamos Dele, aceitar seu amável conselho e seguí-lo: “-Vai e não peques mais”! “Te encontrar foi tão bom Eu não tinha paz, nem prazer Me sentia muito só Sem ter mais razão pra viver. te encontrar foi tão bom, eu não posso esquecer nosso encontro mudou meu viver foi tão grande a emoção quando ouvi sua voz me falando de amor pois você me aceitou do jeito que eu sou te dei meu coração Não posso viver longe de você Não posso ficar sem tua luz Eu quero dizer que amo só você jesus. Te encontrar me mostrou nova direção Seu amor fez mudar tudo em mim O meu coração transformou É tão bom, eu não posso explicar o prazer De sentir teu amor me envolver. quando estou aos pés da cruz eu só sei de uma coisa e vou te dizer simplesmente eu não posso e não sei viver sem você, Jesus” (NÃO POSSO VIVER LONGE DE VOCÊ – Simião Gomes) SHEVA BRACHOT MANOEL VALENTIM

Published:  03-05-2013