Aos meus queridos irmãos "ateus" ou aos "traumadeustizados"

Coluna: Reflexão
Autor: Caio Fábio

Quase tudo o que vejo de uns tempos pra cá na Internet é, SUPOSTAMENTE, “blasfêmia”! São “ateus” que um dia foram “crentes” ludibriados, e que, agora, vazam sua raiva e ressentimento contra tudo o que se chame Deus!

Com o advento das comunicações de nível global, e com o que a religião no ocidente vem fazendo — num espetáculo de blasfêmia quase sem precedentes históricos — e que se tornou escândalo mundial [...], os que antes “obedeciam por medo”, hoje levantam as mãos aos céus em acusações contra “Deus” — que, no caso, é apenas uma “projeção” da religião do engano. Sim, para esses e outros igualmente doentes de ódio e amargura, a sua atual expressão de descrença supostamente encontra na Bíblia seu maior argumento. Como foram enganados pelas “sistematizações perversas” feitas de textos bíblicos sem contexto e usados por pretexto, agora usam do mesmo artifício para “sistematizar” as “blasfêmias” de escola dominical que propalam... Os argumentos são tão idiotas quanto eles próprios foram no tempo em que criam “num deus” que não é Deus! Agora, por causa disso, usam os argumentos tolos dos fundamentalistas para blasfemar contra Deus. São argumentos expostos em fotos montadas e em tirinhas, os quais são bobos desde o tempo em que a bobeira nasceu na cabeça dos “teólogos” da Bíblia inerrante em suas concordâncias verbais, em genealogias, e, sobretudo, na suposta coerência total entre o Velho Testamento e o Novo. São os ateus da Bíblia. De fato são anti-biblos muito mais do que ateus; posto que todo ateísmo deles se baseia num fato: Deus se revela na Bíblia, e, portanto, se se prova que a Bíblia tem “imperfeições”, ou que se tem um choque entre o V.T. e o Novo, então... ambos são mentira; e, assim, “Deus” é negado, enquanto é apresentado com a cara do “Moisés” de Miguel Angelo. Na realidade a blasfêmia dos bichinhos não ofende nem a mim, quanto mais ao Deus que é, e que entende e se condói de cada desespero humano vinculado ao engano sofrido na “religião”, tanto a do engano ladrão, quanto a do ensino “montado”... Grande é o amor de Deus por esses passarinhos frágeis e de asinhas quebradas! Precisam de tempo até que eles mesmos vejam que o “ateísmo” deles é ainda uma versão religiosa da negação! Mas se houver briga, discussão e se alguém vier a tomar tais “tolas blasfêmias” como coisa séria demais, aí sim se aprofundará em tais pessoinhas a necessidade de firmar posição em convicções que não têm profundidade e nem inteligência de qualquer natureza. São “ateus” google! Tenho muito a dizer a esses “irmãos ateus”, pois, sei que são apenas traumadeustizados! Também sinto a dor da jovenzinha que se suicidou em razão de ter sido perseguida em casa pelo seu “ateísmo”, o qual, de fato, é tudo menos ateísmo; sim, é um ateísmo do qual eu sofro sem perder a fé a minha vida inteira. “Desse Deus” que eles agora denunciam, sinceramente, eu sempre descri! Mas estou muito gripado e passando mal... Prossigo amanhã! Com amor, Caio

Published:  13-11-2013