Os meus maiores pecados históricos

Coluna: Reflexão
Autor: Caio Fábio

Um dia eu percebi que os meus pecados mais graves nesta vida eram os que eu praticava contra e por causa de mim mesmo em relação à "igreja".

Diante de Deus eu sempre me soube nu e flagrante. Assim, Nele, onde sou-existo, tudo sempre esteve na Luz, mesmo contra mim. Sim, nunca achei que escondesse nada de Deus. Portanto, sempre acertei e pequei em Sua Santa Presença. Porém, diante da "igreja", eu sabia que poderia "pecar"... Todavia, tratei a "igreja" como se fosse Deus!... Nunca andei com subterfúgios e nem com dissimulações. No entanto, algumas vezes, no início...; e, nos últimos 10 anos de uma "estada de 30"..., me vi deixando de dizer a verdade para o "fenômeno igreja"; e isso apenas para não brigar com todo mundo... Sim! Literalmente! O que eu pensava era isto: "Se eu contar pra eles o que é o Evangelho; sim, ó Pai, para os 'crentes'!...; eles me matarão!... e eu serei para eles um "desviado!"...; posto que a Tua Palavra tenha se tornado incomunicável para esta geração". Ora, como testemunhas, não desta oração, que só foi feita ao Pai, mas da minha certeza, evoco a mãe dos meus filhos, Alda, o meu mano Robin Glass, e o Antonio Carlos, a quem levei a Cristo, batizei, e tudo o mais, que hoje é líder do Movimento Rio de Paz, e pastor presbiteriano nas imediações da Barra da Tijuca, no Rio; os quais, juntos, no mesmo dia, numa manhã, na minha casa, em Boca Raton...; e, depois, no mesmo dia, num Red Lobster da vida, também na Florida, me ouviram dizer isto: "O Evangelho que eu tenho para pregar e até hoje não o fiz de todo, com todas as letras, é INCOMUNICÁVEL". Creio que o único que não entendeu foi o Antônio. Mas os demais entenderam muito bem. Ora, o que queria eu dizer com tal afirmação?... O que eu dizia é o que eu digo; sendo que já era o que eu dizia; porém, sem a liberdade de criar no dizer e no aplicar que Hoje eu tenho no Senhor e na presença de todos vocês!... Assim, eu, sem a Tragédia para vocês, não teria sido aperfeiçoado na sinceridade e na verdade! Aquele "mal me vinha da parte do Senhor"! Enigma da Graça!... Caio Fabio D'Araújo Filho

Published:  18-06-2014