O Templo Shaolin, berço do kung fu chinês, está exigindo um pedido de desculpas de um usuário da Internet que disse que os monges do templo foram derrotados por um ninja japonês num combate sem armas, noticiou a imprensa chinesa nesta sexta-feira.

O Templo Shaolin, no Estado de Henan, ficou famoso no mundo ocidental como centro de treinamento do “Gafanhoto” Kwai Chang Caine no seriado de TV dos anos de 1970 “Kung Fu”.

Os ninjas — assassinos profissionais treinados em artes marciais — são da época medieval do Japão.

“A citada derrota é puramente inventada, e nós queremos que o usuário da Internet se desculpe ao país inteiro pelos erros que ele ou ela escreveu”, disse o advogado dos monges Shaolin, segundo o jornal Beijing News.

A relação entre chineses e japoneses é tensa há muito anos, especialmente após a invasão e ocupação pelo Japão de partes da China na primeira metade do século 20.

O internauta, que seu autodenomina “Cinco Minutos Todos os Dias”, disse num fórum online na semana passada que um ninja japonês foi ao templo Shaolin, desafiou os monges para uma luta e muitos mestres chineses não conseguiram vencê-lo, disse o jornal.

“O fato dos chineses não terem conseguido vencer o ninja japonês mostrou que eles são considerados mestres de kung fu em vão”, escreveu o internauta em sua mensagem.

O Templo Shaolin “fortemente condena os horríveis escritos” do usuário, disse o jornal.

“É um comportamento não apenas extremamente irresponsável com respeito ao templo Shaolin e seus monges, mas também com toda a arte marcial e a nação chinesa”, disseram os monges ao jornal.

Fonte: Reuters