O cantor, compositor e pastor Andraé Crouch, morreu, nesta quinta-feira (8), aos 72 anos em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Crouch, que também serviu como pastor da igreja New Christ Memorial Church, em Los Angeles, Califórnia, junto com sua irmã, Sandra Crouch, morreu em Northridge Hospital Medical Center, onde ele havia sido internado desde sábado, após complicações cardíacas, de acordo com seu empresário, Brian Mayes, em uma reportagem da Associated Press.

O norte-americano, conhecido pelo estilo gospel, foi vencedor de sete Grammys e indicado ao Oscar pelo trabalho na trilha sonora do filme A cor púrpura. Em um comunicado, a academia se lembrava dele como “um músico notável e figura lendária”, que era “ferozmente devotado à evolução do som da música gospel urbana contemporânea.”

Crouch também participou da trilha do clássico Rei Leão.

Andraé começou a carreira quando ainda era criança, em São Francisco, na igreja do pai.

[img align=right width=300]http://images.christianpost.com/full/41528/andrae-crouch.jpg[/img]Às vezes chamado de “o pai da música gospel moderna”, de acordo com os USA Today, Crouch dirigiu corais que cantavam Michael Jackson “Man in the Mirror”, Madonna “Like a Prayer” e outros. Ele também escreveu várias músicas gospel populares, incluindo “The Blood Will NeverLose Its Power”, “Soon and Very Soon” e “My Tribute (To God Be the Glory)”, sendo esta última, em português, “Meu Tributo (A Deus seja a glória)”, a música mais conhecida no Brasil, regravada por diversos cantores evangélicos e cantada na maioria das igrejas evangélicas do Brasil.

Algumas de suas faixas foram gravados por grandes nomes como Elvis Presley (que completaria na última quinta-feira 80 anos) e Paul Simon. Além de ter colaborado em produções de Michael Jackson, Madonna, Stevie Wonder, Chaka Khan, Elton John, Quincy Jones e Diana Ross.

Apesar de sua luta ao longo da vida com a dislexia, Crouch conseguiu encontrar o sucesso em sua carreira e disse à AP em uma entrevista de 2011, que fez desenhos que lhe permitiram apreender o conceito de tudo o que ele criou. Para a canção de Michael Jackson, ele explicou que ele desenhou um homem com um espelho nele.

“Hoje, meu irmão gêmeo e melhor amigo se foi para estar com o Senhor. Por favor, orem por mim, pela minha família e pela nossa igreja”, pediu Sandra Crouch, irmã do músico, em comunicado.

Assista Andraé Crouch cantando a música “A Deus Toda a Glória” ao vivo:

[b]Fonte: Boa Informação e The Christian Post[/b]