Maxim, o patriarca da Igreja ortodoxa da Bulgária, morreu na madrugada desta terça-feira em um hospital público de Sófia, apenas uma semana após completar 98 anos de idade.

Maxim, que está à frente do Sínodo ortodoxo do país balcânico desde 1971, estava internado há um mês devido a problemas de saúde por conta de sua avançada idade.

Ao longo do dia, a Igreja ortodoxa búlgara oferecerá declarações oficiais sobre a morte de Maxim, informaram à Efe fontes do Santo Sínodo.

Ainda não se sabe quando será o enterro do líder ortodoxo cujo nome secular era Marin Minkov, e também não se sabe quem será seu herdeiro à frente do patriarcado.

[b]Fonte: EFE[/b]