Pastor e cantor Feliciano Amaral (20/10/1920 - 07/07/2018)
Pastor e cantor Feliciano Amaral (20/10/1920 - 07/07/2018)

O cantor Feliciano do Amaral morreu na manhã deste sábado (7). Ele, que também era pastor, estava internado em um hospital particular em Porto Velho (RO) desde o dia 20 de junho. O líder cristão faleceu aos 97 anos.

Feliciano era reconhecido como o “Rouxinol do Sertão” e no ano de 2013 ele foi reconhecido como o cantor com mais idade e que ainda estava em atividade, pelo Guinness Book (o livro dos recordes).

O cantor é natural de Minas Gerais, nasceu no ano de 1920 e foi bastante influente entre os cristãos, dentro e fora do Brasil.

Seu corpo está sendo velado neste sábado em uma funerária e no domingo, a partir das 10h, hora em que iniciará o culto fúnebre. O local escolhido foi a Primeira Igreja Batista de Porto Velho, que fica na avenida Presidente Dutra, 3262. O corpo de Feliciano será sepultado às 16h do domingo.

Sobre o cantor

Feliciano chegou a pastorear várias igrejas inclusive a Primeira Igreja Batista da Pavuna, onde foi seminarista. Na cidade do Rio de Janeiro, estudou Teologia no Seminário Teológico Betel.

Foi em 1948 que ele iniciou sua jornada pela música cristã, com a gravação do 1º disco de 78 rpm do catálogo da gravadora Atlas, ligada à Convenção Batista Brasileira.

Mesmo sendo antecedido de outras produções, o disco é um dos primeiros registros sonoros de música evangélica do Brasil.

Feliciano ainda fez parte da famosa cruzada do pastor norte-americano Billy Graham, no Rio de Janeiro, em 1974 no estádio do Maracanã.

Homenagens

Várias homenagens estão sendo feitas na Fanpage do Pastor Feliciano Amaral. Uma delas foi a do pastor Gedeão Menezes, da Assembleia de Deus no Amazonas:

Alguns nomes da música gospel também usaram as redes sociais para deixar suas homenagens ao pastor Feliciano Amaral. Confira abaixo:

Dia triste pra música cristã brasileira! Morreu aos, aos 97 anos, o pastor e cantor Feliciano Amaral. Uma dos precursores da nossa música. Homem que cantou, com uma voz e uma interpretação singular, durante muitos e muitos anos, em uma época que tudo era mais simples.. sem o glamour de hoje. Tive o privilégio de ouvir, por algumas vezes, ele louvando a Deus na minha antiga igreja (PIB de Padre Miguel). Com certeza esta nova “geração de adoradores” não vão saber da história dele! Que pena, pois todos nós devemos, primeiro a Deus, e segundo a esses ícones da nossa música. Descanse em paz meu irmão. Com certeza Deus te recebeu com os seus braços abertos! Pois você deixou pra nós um legado enorme! Meus sentimentos e respeito a todos familiares e amigos! Vou terminar com um trecho de uma canção que meu pai(também já nos braços do Pai) sempre escutava no fim do dia, e que era interpretada pelo nosso querido Feliciano Amaral. “Finda-se esta dia que meu Pai me deu, sombras vespertinas cobrem já o céu. Oh Jesus bendito, se comigo estais, eu não temo a noite, vou dormir em paz..” Eu tive o privilégio de gravar essa canção no meu projeto solo, que Se chama #CANÇÕESETERNASCANÇÕES @novosomoficial

Uma publicação compartilhada por Alex Gonzaga/Novo Som (@alexgonzagaoficial) em

 

Fonte: Guia-me e fanpage de Feliciano Amaral