Uma das vítimas, um menino de 3 anos, teve morte cerebral constatada na manhã desta quinta-feira.

O motorista Renan Bento da Silva, de 26 anos, que atropelou 16 pessoas na calçada em frente a uma igreja evangélica na região do Jardim Brasil, Zona Norte de São Paulo, no domingo, se apresentou à polícia no fim da tarde desta quinta-feira. Silva prestou depoimento por cerca de uma hora e depois saiu da delegacia pela porta da frente. Ele não foi preso porque a Justiça negou o pedido feito pelo delegado que investiga o caso alegando falta de provas. Também nesta quinta-feira, o menino Kauan Israel Castro da Silva, de 3 anos, teve morte cerebral constatada, segundo o Hospital das Clínicas (HC).

[img align=left width=300]http://og.infg.com.br/in/14518464-ee3-142/FT1086A/420/Accidente.jpg[/img]Internado em estado grave desde o acidente, Kauan ainda passou por uma cirurgia, de acordo com a Rádio CBN. O pastor Washington Pirola, internado com traumatismo craniano na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, também ficou gravemente ferido.

Renan Bento da Silva fugiu do local sem prestar socorro às vítimas e estava sendo procurado desde a segunda-feira. Ele já tem passagens pela polícia por roubo e porte de armas.

Nesta quinta-feira, na saída do 39º Distrito Policial (Vila Gustavo) ele pediu perdão aos familiares das vítimas.

– Queria pedir perdão às vítimas pelo ocorrido. Peço que Deus conforte o coração das vítimas, dos familiares do Kauanzinho.

À polícia, Silva disse que não dirigia o carro em alta velocidade, mesmo a perícia tendo constatado que instantes antes do acidente o veículo dele estava a 118 km/h. O motorista também negou a existência de drogas dentro do carro – segundo policiais que atenderam a ocorrência, no veículo foram encontradas porções de maconha e cocaína.

Renan Bento da Silva ainda falou que não prestou socorro às vítimas porque temeu ser linchado.

Segundo o delegado 39º Distrito Policial, Silva será indiciado por homicídio com dolo eventual (contra o menino Kauan), tentativa de homicídio contra 15 pessoas e tráfico de drogas. A Polícia Civil deve pedir nos próximos dias novamente a prisão dele à Justiça.

[b]Fonte: O Globo[/b]

Notícia relacionada:[url=http://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=29383] Motorista atropela grupo que saía de igreja e foge [/url]