Uma adolescente muçulmana de 15 anos foi expulsa da escola duas vezes, nos subúrbios de Paris, por vestir uma saia demasiado comprida.

O diretor do Liceu de Montereau-Fault, Patrice Dutot, proibiu a aluna de entrar na sala de aula por considerar que a saia era a “ostentação de um símbolo religioso”, pedindo-lhe para voltar com uma roupa neutra. No entanto, o pai da adolescente decidiu que esta não iria voltar.

Na França, a lei em vigor desde 2004 permite apenas o uso de símbolos “discretos” da religião na escola, tendo banido, por exemplo, o véu islâmico ou cruzes cristãs de grandes dimensões.

A história da estudante, identificada pelo jornal local L’Ardennais como Sarah, já está circulando pelo Twitter com a hashtag #JePorteMaJupeCommeJeVeux ou, em tradução literal, “eu uso a minha saia como me desejar”.

[b]Fonte: Diário de Notícias – Portugal[/b]