Começou nesta quinta-feira o Ramadã, mês mais sagrado para a religião muçulmana. Neste período, que corresponde ao da revelação do Corão ao profeta Maomé, as pessoas fazem jejum do amanhecer até o pôr-do-sol. Também é proibido beber, fazer sexo, ter pensamentos impuros e fumar.

O horário de trabalho é restrito e, ao cair da noite, os muçulmanos então se reúnem com familiares e amigos para quebrar o jejum.

Eles ainda têm direito a outra refeição na madrugada, antes do amanhecer.

Mas nem todos os muçulmanos são obrigados a jejuar. Crianças, doentes e mulheres grávidas ou menstruadas estão isentas, apesar de algumas começarem o jejum dias antes para compensar o período em que ficam menstruadas durante o Ramadã.

Para estrangeiros, o mês sagrado também significa modificar alguns hábitos.

Muitos restaurantes e lojas de bebidas alcóolicas fecham suas portas, e os preços de táxis e outros serviços costumam subir. Isso porque o Ramadã é um período de se dividir as riquezas com os mais pobres.

Fonte: BBC Brasil