A polícia da Indonésia anunciou nesta sexta-feira que espera localizar mais livros-bomba como os enviados nos últimos dias a muçulmanos moderados.

A última bomba escondida em um livro foi detectada na quinta-feira em Jacarta, na residência de Ahmad Dhani, artista famoso pelas canções nas quais se posiciona contra o extremismo religioso.

“Estamos vigilantes”, disse o porta-voz da polícia da capital do país, Baharudin Djafar.

Na terça-feira, a polícia neutralizou outras bombas parecidas. Uma delas feriu quatro pessoas.

Um livro-bomba foi enviada a Ulil Abshar Abdallah, um muçulmano liberal conhecido pelas opiniões favoráveis ao pluralismo e à tolerância religiosa.

A Indonésia tem 240 milhões de habitantes, em sua maioria muçulmanos, e foi abalada nos últimos anos por uma série de ataques executados pela rede terrorista Jemaah Islamiya, incluindo o de de Bali, que matou 202 pessoas em 2002.

[b]Fonte: AFP[/b]