A televisão indiana veiculou, na última sexta-feira, 28/03, imagens de um linchamento no nordeste do país, segundo informações da rede CNN. De acordo com a emissora uma mulher acusada de bruxaria foi amarrada a uma árvore, linchada, teve seu cabelo cortado e queimado e depois foi obrigada a desfilar pela cidade com as mãos amarradas.

A CNN informou, ainda, que a mulher acusada de bruxaria teria retornado à pequena vila de Patna, na província de Bihar, para pegar sua bagagem uma semana após ter chegado à localidade contratada por um morador para curar sua mulher.

O incidente aconteceu a apenas alguns metros de um posto policial. Quando as autoridades chegaram, a mulher – que não teve sua identidade divulgada – já havia sido surrada e estava sendo obrigada a desfilar pela cidade com as mãos amarradas.

Seis pessoas foram presas em flagrante. Ram Ayodhya, um dos líderes do linchamento admitiu que contratou os serviços da mulher para curar sua mulher. Como não obteve bons resultados ele a acusou de praticar magia negra e incitou os moradores a região a espancarem a mulher.

Fonte: Elnet