Nos próximos quatro anos, uma mulher presidirá o Sínodo da Igreja Luterana na Itália. Trata-se da alemã Christiane Groeben.

Os membros do organismo se reuniram em Palermo, na Sicília, onde foi eleita a nova presidente. Nesta manhã, o Sínodo da Igreja Luterana elegeu também outros membros do organismo, que fica agora composto por três leigos e dois pastores.

A nova presidente vive há 40 anos em Nápoles e até então era a tesoureira da Igreja Luterana Italiana. “Desejo que a Igreja Luterana na Itália possa crescer e se tornar uma realidade sempre mais visível”, declarou Groeben.

Fonte: Rádio Vaticano