Uma mulher e seus dois filhos guardaram o corpo de uma idosa durante dois meses no banheiro de sua casa porque um líder religioso lhes disse que ela ressuscitaria, informaram autoridades do Estado americano de Wisconsin, segundo a agência EFE.

A polícia desconhece as causas da morte da mulher de 90 anos, identificada como Madgeline Alvina Middlesworth. Investigadores chegaram à casa da família Lewis depois que uma irmã de Madgeline informou que não tinha notícias dela há dias.

A princípio, Tammy Lewis recusou-se a autorizar a entrada da polícia em sua casa porque, segundo ela, devia consultar primeiro seu “assessor religioso”. Quando um dos policias encontrou o corpo em decomposição, Tammy afirmou se tratar de Madgeline, e que Deus havia dito que ela ressuscitaria se rezasse muito.

Segundo o porta-voz da polícia, a dona de casa de 35 anos informou que a idosa havia morrido no início de março quando ela a ajudava a vestir-se. O cadáver será submetido a autópsia.

Fonte: Terra