Um grupo de enfurecidos moradores na Indonésia, o país de maior população muçulmana do planeta, tentou cortar uma mão de um suposto ladrão de gado, aplicando o castigo que a “sharia”, ou lei islâmica prevê para este tipo de delito.

Os fatos aconteceram na noite de sábado para domingo, segundo informa hoje o jornal “The Jakarta Post”, quando o suspeito foi surpreendido matando uma cabra no pátio de uma casa na província de Aceh, na ilha de Sumatra.

Esta região é conhecida por ter implantado a “sharia” no referente a vestimenta, consumo de bebidas, jogo e conduta sexual, mas não para casos de roubo.

A multidão queria amputar a mão esquerda do ladrão, como estipula a lei corânica, mas as forças de segurança chegaram a tempo para impedir.

Fonte: EFE