No pocket show do seu oitavo CD “Importante É Amar”, Mara Maravilha, baiana de bela voz e carisma inquestionável, chamou amigos e outros cantores gospel para subirem ao palco e cantarem com ela. Há 13 anos Mara Maravilha se tornou evangélica e mudou os rumos de sua carreira.

A apresentadora de programa infantil passou a se dedicar à música gospel, trabalho que a deixa mais feliz e realizada. “Antes eu queria o mundo, mas agora eu quero o céu”, disse a cantora nesta terça-feira, 12, no pocket show de seu CD “Importante é Amar”, em São Paulo.

Acompanhada do marido Paulinho Lima, Mara contou que esta grande mudança em sua vida só lhe fez bem. “Eu estava perdida, não entendia as coisas. Hoje sou mais sábia, não estou presa a nada, a medos, vícios ou insegurança. Também não acredito mais em rezas, signos ou em bater na madeira, só acredito em Deus”.

Passaporte para o céu

“Para mim, o importante agora não é fama, mas sim estar com o passaporte para o céu em dia. O que vale não é o título, é o testemunho”, continuou a morena.

No pocket show deste seu oitavo CD, Mara Maravilha chamou amigos e outros cantores gospel para subirem ao palco e cantarem com ela. “Não somos mais artistas, somos princesas de Jesus”, disse ao convidar Sula Miranda para o tablado.

Assíria Nascimento – que teria se separado de Pelé depois de 13 anos de casamento – também participou do evento. Ela e Mara foram convidadas para cantar no 2° Festival Gospel em Israel, em junho deste ano. “Não somos concorrentes, mas sim temos a missão de amar a Deus, engrandecê-lo e transmitir sua palavra através da música”, afirmou Assíria, que também é cantora gospel.

Passado x Presente

Mara Maravilha é uma outra mulher – pessoal e profissionalmente falando – e se arrepende de alguns trabalhos. “Não sinto vergonha de ter feito a ‘Playboy’, mas não faria novamente. Fiz por dinheiro, mas hoje eu não quero dinheiro, eu só quero amar”, cantarolou a morena, que posou para a revista em fevereiro de 1990.

“O artista é um ser humano como outro qualquer. Ninguém é perfeito e todos podem cometer erros”, disse Mara, que agora se sente protegida e guiada por forças maiores. “Sou inspirada por Deus, tanto que a maioria das músicas do meu CD são de minha composição”.

Mara contou ainda que vai deixar o trabalho como cantora infantil como lembrança. “Não vou mais cantar para o público infantil. Já compus, fiz arranjos e agora estamos fazendo testes para lançar a Turma da Mara Maravilha”, adiantou.

Sobre o CD

“Importante É Amar” traz treze faixas com mensagens que retratam o amor de Jesus pela humanidade. Uma das novidades do trabalho, segundo o produtor Paulo César Baruk, é o fato de o CD ter sido dividido por um maior número de arranjadores, o que determina mais variedade quanto ao estilo e à sonoridade.

Um dos destaques é a faixa-título do álbum, que conta com a participação especial de Robinson Monteiro, também co-autor da obra. Outras canções que prometem se tornar hits nas rádios de todo o país são as lentas “Preciso Renascer” e “Deus Está Aqui”; as mais agitadas “Ando na Fé” e “Sempre Louvarei”; e as pops “Deserto de Dor” e “Que Maravilha”.

“Quem ouvir o CD vai poder apreciar a sonoridade de belos violões, gaitas, baterias muito bem timbradas e vocais belíssimos, além da participação de músicos norte-americanos no nipe de cordas, cuja gravação foi feita nos estúdios Aire Born, nos Estados Unidos”, explica Baruk.

Fonte: EGO e Site da gravadora Line Records