Atual vencedor do prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, o meio-campista brasileiro Kaká, do Milan, afirmou que não é um fanático religioso e que não dá atenção às pessoas que criticam esse seu lado.

“Eu não sou um fanático religioso, nem doei meu prêmio de melhor jogador para a Renascer. Fiz uma oferta para Deus em agradecimento a uma graça alcançada. Deixei na igreja porque é ali que eu vou rezar e pedir a Ele sua proteção e ajuda. Na minha casa aquele prêmio seria apenas um objeto de decoração”, comentou o jogador, em entrevista à revista RG Vogue.

O troféu de melhor do mundo da Fifa está exposto na Igreja Renascer, localizada no bairro do Cambuci, zona central de São Paulo, desde o dia 1º de fevereiro de 2008.

O jogador do Milan é capa de um ensaio fotográfico para a RG Vogue. Ele aparece como o “rei do Brasil”, em uma homenagem da publicação à comemoração dos 200 anos da chegada da Família Real ao País.

O jogador usa uma coroa na capa da revista, e nas fotos internas aparece de topete em poses de modelo. Ele já está acostumado com ensaios fotográficos, já que é garoto-propaganda da grife Armani.

Fonte:Terra