“O Brasil é um país difícil para os ateus porque nós somos uma minoria”. A declaração dada por Gregorio Duvivier foi revelada na manhã deste sábado (21), pela UOL, em uma matéria que busca apontar a “intolerância” que sofrem aqueles moram no Brasil e decidem que não vão acreditar em Deus.

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2017/01/21/426843839-gregorio-duvivier.jpg[/img]Segundo o ator – e um dos criadores – do grupo ‘Porta dos Fundos’, a reação de boa parte da população diante de alguém que se declara ateu é “intolerante”.

“Se você não acreditar em Deus, você tem o demônio no corpo”, ironizou o ator que se assume como um ateu convicto.

Segundo a UOL, Duvivier revelou que nunca teve uma formação religiosa e, por isso, não teve problemas com seus parentes e amigos por causa de sua incredulidade sobre a existência de Deus.

Porém o ator afirma a sociedade brasileira, de forma geral, tem dificuldades em aceitar o posicionamento ateísta.

“O Brasil é um país difícil para os ateus porque nós somos uma minoria realmente pequena”, disse. “É um país onde todas as pessoas têm não só uma religião, mas várias, e onde acreditar em qualquer coisa parece mais sensato do que não acreditar em nada”.

Tendo já feito vários papéis considerados ofensivos ao cristianismo e até mesmo chegando a interpretar Jesus Cristo em muitos dos vídeos do ‘Porta dos Fundos’, Gregorio afirmou que “não vê problema” em rir dos cristãos.

“Os cristãos têm bancada no Congresso e estão mais bem representados do que qualquer um”, alegou. “Por isso, não vejo problema nenhum em rir deles, até porque você está rindo, em geral, dos fanáticos, dos falsos profetas”.

[b]Debate[/b]

Gregorio já chegou a ter discussões acaloradas em programas de rádio com o pastor Marco Feliciano, insinuando que “não havia problema em satirizar o cristianismo.

Questionado por Feliciano por que o grupo ‘Porta dos Fundos’ ainda não havia feito sátiras com o islamismo, Duvivier respondeu: “Não tem nenhum deputado islâmico roubando meu dinheiro, senhor” e a acrescentou que a “bancada evangélica está destruindo o país”.

[b]Fonte: Guia-me[/b]