Uns são católicos que acreditam que a Igreja está presa ao passado. Outros são fiéis que se divorciaram, ficaram grávidas antes do casamento ou gays. Alguns simplesmente não podem encontrar um padre quando precisam de um.

Católicos apostólicos romanos abandonados pela igreja oficial nos Estados Unidos estão “alugando” padres casados para momentos de crise ou celebração. Eles recorrem ao site www.rentapriest.com, que tem um catálogo com 2.500 padres católicos conhecido como “Páginas Amarelas de Deus”.

Praticamente todos os padres do banco de dados deixaram suas paróquias oficiais por causa da regra de celibato da Igreja Católica, mas continuam conduzindo casamentos, geralmente cobrando uma taxa. Eles também promovem batismos e ritos fúnebres, mas gratuitamente, assim como padres oficialmente reconhecidos.

“Estamos fazendo o trabalho de Jesus e aparentemente a Igreja não”, disse Louise Haggett, diretora do Celibacy Is The Issue (CITI — Celibato é a Questão), entidade que administra o site e ajudou a promover 3 mil casamentos no ano passado.

Haggett disse que a Internet é uma fonte popular para o serviço porque há falta de padres. Vinte e sete por cento das paróquias dos EUA não têm um padre residente, segundo levantamento da Conferência Norte-Americana de Bispos.

Os padres estão envelhecendo, igrejas fechando e menos padres sendo ordenados. A Igreja sabe que há menos padres em relação às últimas décadas, mas ainda há bastante para atender as necessidades espirituais dos fiéis, disse Ron Menty, da diocese católica de Albany.

“Algumas vezes o motivo de as pessoas recorrerem a essa fonte (Internet) é a preocupação com as regras, regulamentos e expectativas da Igreja”, disse Menty. “Algumas vezes um padre fora da comunidade sente-se mais livre para prestar serviços.”

Haggett fundou o site em 1992, quando sua mãe estava em uma casa de enfermagem e incapaz de encontrar um padre.

A CITI localiza, recruta, certifica e promove padres casados ou gays. Haggett disse que 21 cânones na lei da Igreja validam o trabalho de padres casados.

Mas a Igreja não reconhece o trabalho desses padres porque eles violaram seus votos, disse Ken Goldfarb, porta-voz da diocese de Albany.

Jim e Mary Ann Graves, moradores de Illinois, casaram-se no quintal de casa em uma cerimônia promovida por Bob Scanlan, descoberto pelo casal através do site. Eles se casaram anteriormente numa igreja, mas depois se divorciaram.

“Estávamos procurando por algo diferente da primeira vez, mas queríamos uma cerimônia religiosa e espiritual”, disse Marry Ann.

Fonte: Reuters