Salan, que antes era muito amável com a esposa Fátima, tentou assassiná-la quando descobriu que sua mulher havia se convertido ao cristianismo. Fátima recusou-se a negar sua fé em Cristo e a voltar a seguir os rituais de orações e jejuns islâmicos.

Por conta disso, Salan a apunhalou no peito com uma faca e se não fosse a ajuda dos vizinhos ele também teria cortado a mão da mulher.

Fátima, muito fraca por causa da perda de sangue e quase inconsciente, cavalgou num camelo pelo deserto durante 12 horas em busca de atendimento médico. Depois disso, ela nunca mais poderá usar uma das mãos.

O missionário indígena Saad, sustentado pela Christian Aid, tem compartilhado sobre Jesus e está ajudando a família de Fátima com provisão de alimentos, moradia e emprego. Fátima está esperando seu 4º filho com Salan.

O missionário Saad, Fátima e todos os crentes do norte da África vivem em constante perseguição e correm o risco de serem presos e assassinados por causa de sua fé em Cristo. Este é apenas um caso entre tantos outros semelhantes.

Fonte: Portas Abertas