O novo Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa (IOR), Kirill, se reuniu ontem com uma delegação do Vaticano liderada pelo cardeal Walter Kasper, presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos.

Kasper entregou a Kirill, de 62 anos, uma mensagem do papa Bento XVI, informou um porta-voz do Patriarcado russo à agência oficial “RIA Novosti”.

Os delegados do Vaticano parabenizaram o patriarca por sua consagração como líder da IOR, e defenderam a continuação no futuro da cooperação entre as duas Igrejas.

Kirill agradeceu aos católicos sua presença na cerimônia de entronização realizada no domingo na Catedral de Moscou.

Kasper, que visitou em várias ocasiões a Rússia nos últimos anos, se reuniu em maio do ano passado com o ex-patriarca russo Alexei II, que morreu recentemente.

Kirill é considerado um firme partidário do ecumenismo, da mesma forma que Bento XVI, com o qual se reuniu no Vaticano em 2007, o que alimentou as esperanças de que as duas Igrejas superem a divisão que lhes separa desde 1054.

Apesar de tudo, durante a homilia, Kirill assegurou que “o patriarca russo é o defensor das fronteiras canônicas exteriores da Igreja”.

As duas partes assinalaram que é prematuro falar sobre uma possível visita do pontífice romano à Rússia.

Fonte: EFE