Dias depois da invasão à uma igreja que deixou uma mulher gravemente ferida, há informações de que outro templo em Bishkek, Quirguistão, foi objeto de um crime similar.

“Testemunhas afirmam que quatro homens entraram na igreja, agrediram uma moradora, e roubaram dinheiro e equipamentos”, conta Jed Courley, pastor da primeira igreja invadida.

Jed, missionário da Calvary Chapel, conta: “Valya, a cristã que foi roubada e agredida, já foi liberada do hospital”.

“Apesar das lembranças e cicatrizes dos terríveis acontecimentos daquela noite, ela se recuperará completamente. No entanto, como já se esperava, a polícia não deu nenhuma informação nova sobre o caso”.

“Ore pelos cristãos no Quirguistão e por Valya enquanto ela se recupera de seus ferimentos. O povo está encerrando um período de 40 dias de luto pelas vítimas dos conflitos no sul, e não se sabe se haverá outros ataques nos próximos dias.”

[b]Fonte: Missão Portas Abertas [/b]