Nos últimos três meses, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro.

O último caso aconteceu na segunda-feira em Ribeirão Preto: o padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei, na Rua Arnaldo Victaliano, no Iguatemi, segundo reportagem do Jornal A Cidade.

As igrejas estão apelando para sistemas de monitoramento eletrônico para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Na igreja Nossa Senhora de Nazaré, foram instaladas câmeras e cerca elétrica depois de dois furtos e um roubo. Segundo a funcionária da secretaria, o portão só é aberto se ela não tiver dúvidas sobre a identidade da pessoa que aparece na tela que fica ao lado dela.

O padre Luiz Fernando Ribeiro conversava com um pedreiro quando um adolescente, que aparentava ter entre 16 e 17 anos, se aproximou e arrancou duas correntes do pescoço de Luiz Fernando. O outro garoto ficou próximo à bicicleta para a fuga.

– Ele me segurou pelo pescoço e levou as correntes com os dois anéis que eram lembranças de minha mãe – disse o padre.

A violência deixou Luiz Fernando com o pescoço machucado. Antes de fugir, um deles olhou para trás, levantou a mão com a corrente e sorriu.

Em 60 dias, essa é a segunda vez que os ladrões aparecem na igreja.

– Eles já tentaram assaltar a minha secretária dentro da paróquia e não conseguiram porque ela começou a gritar – afirmou.

Agora, Ribeiro pretende reforçar a segurança na paróquia instalando câmeras. Em Ribeirão Preto, também já foram assaltadas, este ano, as igrejas dos bairros Vila Abranches e São José.

Em Franca, a igreja São Crispim, no bairro City Petrópolis, foi alvo de uma bomba caseira em outubro. O suspeito, preso pela Polícia Civil, é um sapateiro que teria chegado a ameaçar os padres da paróquia. Os padres foram transferidos para outras cidades pela Diocese de Franca.

Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomar sonífero.

Fonte: O Globo online