Quarenta e dois líderes religiosos de 32 Províncias afegãs participaram de uma conferência sobre o islã e o Direito Internacional Humanitário na última semana.

O encontro, promovido pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e o Crescente Vermelho afegão [versão islâmica da Cruz Vermelha] ocorreu na semana passada, entre os dias 18 e 20.

Foram discutidas semelhanças e diferenças entre os valores islâmicos e o direito humanitário a fim de garantir que as vítimas da intensificação do conflito no Afeganistão sejam melhor protegidas e assistidas por grupos de ajuda.

“Condições de segurança ruins estão impedindo que tenhamos acesso às vítimas atingidas pelos combates”, afirmou Reto Stocker, chefe da delegação do CICV no Afeganistão. “É necessário manter contatos próximos com todos os líderes se quisermos ser aceitos por todos e criar as condições de segurança que precisamos para levar adiante nossas atividades. Esta conferência foi uma oportunidade única para estabelecer laços mais estreitos com líderes muito influentes de todo o país.”

Normas básicas de direito humanitário, como a obrigação de proteger as pessoas feridas, os detidos e os civis e ajudar as vítimas de guerra foram temas discutidos com líderes religiosos à luz dos valores islâmicos.

“O Islã tem regras semelhantes àquelas do direito internacional humanitário. No entanto, tem diferentes conjuntos de normas para as diferentes situações. O trabalho que o CICV faz para tratar dos feridos e doentes, oferecer proteção aos detidos e transportar os restos mortais está de acordo com a tradição islâmica”, afirmou Mufti Habib ur Rahman, professor da Faculdade de Teologia em Khost, sudeste do Afeganistão.

O CICV tenta mobilizar líderes religiosos para melhorar a proteção da população afegã contra os efeitos do conflito. Até agora, como parte do diálogo em curso com acadêmicos e outros intelectuais do mundo islâmico, o CICV organizou três eventos semelhantes.

Entre 30 de setembro e 2 de outubro, em cooperação com a Universidade Internacional Islâmica de Islamabad, o CICV organizou uma conferência internacional sobre a relação entre a lei islâmica e o direito internacional humanitário.

O CICV planeja organizar mais eventos do mesmo tipo em outras regiões do mundo islâmico.

Fonte: Folha Online