Milhares de muçulmanos participaram nesta sexta-feira na primeira oração do Ramadã na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, onde as forças de segurança israelenses mantiveram um dispositivo de segurança para prevenir incidentes.

Segundo Azzam al-Jatib, diretor do escritório palestino de bens religiosos Waqf, na Esplanada se reuniram cerca de 50.000 fiéis, principalmente palestinos de Jerusalém e árabes israelenses.

Quanto aos palestinos da Cisjordânia, que em sua maioria não puderam entrar em Jerusalém Leste sem permissão israelense, milhares foram autorizados a passar para a Cidade Santa e assim participar na oração.

No entanto, os soldados israelenses negaram permissão para a entrada de centenas de jovens palestinos no controle de Qalandya, norte de Jerusalém, e em Belém, sem registro de incidentes.

O começo do mês de jejum do Ramadã coincidiu este ano com o Ano Novo judaico, o Rosh Hashana, que teve início na quarta-feira à noite.

A Esplanada das Mesquitas se encontra na cidade velha, setor árabe de Jerusalém, ocupada e anexada por Israel em 1967.

O lugar, onde se encontra a mesquita de al-Aqsa, é o terceiro local santo do Islã depois de Meca e Medina.

Fonte: AFP