A organização Christian Solidarity Worldwide (CSW) uniu forças a uma campanha internacional para a libertação do cristão norte-americano Aijalon Mahli Gomes, preso atualmente na Coreia do Norte.

Aijalon, 30 anos, de Boston, Massachusetts, entrou na Coreia do Norte no dia 25 de janeiro deste ano, atravessando a fronteira com a China exatamente um mês após o ativista Robert Park, ter entrado no país. Acredita-se que Aijalon foi para a Coreia do Norte para protestar contra as graves violações de direitos humanos cometidas pelo regime. Nos Estados Unidos, ele participou de reuniões de oração e de protestos em favor dos direitos dos norte-coreanos

Aijalon foi preso pelas autoridades norte-coreanas, e condenado a oito anos em um campo de trabalhos forçados. Ele também terá que pagar uma multa de US$700.000 por entrar ilegalmente e participar de “atos hostis”. Sua prisão é a terceira vez que a Coreia do Norte prende um cidadão norte-americano.

Defensores de direitos humanos, incluindo as organizações Free the NK Gulag, Global Justice Prayer Network, Justice for North Korea e Korea Liberty and Union, realizaram uma coletiva de imprensa e protestos em Seoul, Coreia do Sul, pedindo a libertação de Aijalon.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas [/b]