O ex-bispo Fernando Lugo, que lidera as enquetes para as eleições presidenciais de 20 de abril de 2008 no Paraguai, assinou hoje um acordo com organizações sociais que promovem a sua campanha.

Lugo participou de um ato com os principais dirigentes da Concertação Nacional, formada por partidos da oposição e cerca de 30 grupos sociais e de esquerda. Ele referendou um acordo com os integrantes do Bloco Social e Popular. Em troca, a organização se comprometeu a fomentar e fortalecer a sua campanha.

Camilo Soares, integrante do Bloco Social, disse a jornalistas que o pacto “é a concretização de uma unidade ampla de oposição para enfrentar o continuísmo do Partido Colorado”, que está no poder há 60 anos no país.

O acordo prevê uma análise do futuro plano de Governo da aliança e, além disso, uma estratégia contra uma eventual impugnação de Lugo.

Dirigentes do Partido Colorado, entre eles o presidente Nicanor Duarte, anunciaram que impugnarão a candidatura da oposição. Para eles, Lugo não pode ser candidato presidencial porque, para o Vaticano, ele continua sendo bispo.

A Constituição de 1992 veta expressamente a candidatura de religiosos à Presidência ou à Vice-Presidência do país.

Fonte: Último Segundo