Um padre católico foi libertado no Iraque depois de ter sido sequestrado neste mês, informou na segunda-feira a agência de notícias católica Misna.

O padre Hani Abdul Ahad foi levado por homens armados não identificados em Bagdá no dia 6 de junho. Quatro outros cristãos que haviam sido levados com ele foram libertados dois dias depois.

Segundo a Misna, o bispo auxiliar de Bagdá, Shlemin Warduni, explicou que o padre foi libertado no domingo e estava bem. Os sequestradores pediram um resgate, disse ele, sem dar mais detalhes.

“Pedimos a todos que prestem atenção à nossa situação porque neste momento os cristãos no Iraque estão em uma condição terrível”, disse ele. “Não temos nada contra ninguém, só queremos reconstruir o Iraque.”

Outro padre católico caldeu, Ragheed Aziz Kani, foi morto neste mês na cidade iraquiana de Mosul. O rito caldeu é um dos mais antigos da Igreja Católica. Seus membros, a maioria no Iraque e na Síria, estão em união com Roma.

Fonte: Reuters