Um padre comunista vai comandar os destinos do município de Cristinápolis, quebrando um ciclo do poderio econômico que já durava 12 anos. O novo prefeito é Raimundo Leal, de 43 anos, filiado há dois ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

“A igreja não gosta muito que os seus padres se envolvam em processos políticos, mas vejo a política com uma dimensão profética”, filosofou o padre, ressaltando que decidiu se candidatar atendendo a um apelo da comunidade e dos movimentos sociais de base.

“Com a nossa vitória, o povo foi às ruas e quebrava panelas de barros, simbolizando a quebra de um ciclo de miséria que durou mais de uma década”, afirmou, acrescentando que a sua expectativa é de que se estabeleça um processo de mudança capaz de mudar, para melhor, a vida dos mais de 17 mil moradores do município.

Com 19 povoados e uma economia sustentada pela citricultura e a produção de batata, inhame e mandioca, padre Raimundo disse não ter dúvida do desafio que terá pela frente.

“O município viveu 12 anos de atraso. E agora, temos pela frente o desafio de mudar essa realidade”, afirmou, ressaltando que gastou “cinco pares de havaiana, nas minhas caminhas de porta em porta, pedindo o voto do povo e vou trabalhar para não decepcionar o eleitorado”.

Fonte: iG