Sacerdote de 50 anos andava deprimido e teria presenciado uma chacina.

Um padre de 50 anos, que estava desaparecido há mais de duas semanas, foi encontrado morto nesta segunda-feira em Campos do Jordão.

Fiéis e amigos da paróquia onde o padre trabalhava na zona norte de São Paulo estavam preocupados com ele, já que estava deprimido e tomava medicamentos.

Há uma suspeita de queima de arquivo, já que o padre teria presenciado uma chacina em que sete pessoas foram mortas.

[b]Fonte: Band[/b]