Um juiz de Manizales, na Colômbia, pediu a prisão de um padre acusado de abuso sexual de um deficiente mental. A decisão foi tomada dois dias após a detenção de Pedro Abelardo Ospina Hernández.

Segundo as autoridades, Ospina foi acusado de abuso sexual com o agravante de a vítima ser incapaz de resistir.

O juiz explicou em um comunicado que a detenção aconteceu em função de uma denúncia apresentada pela mãe da vítima. O jovem vinha sendo abusado repetidamente desde 6 de abril em sua casa, informou uma fonte. O padre se aproveitava do prestígio que tinha na região para abusar do deficiente com a desculpa de que “recebia as suas confissões”.

O padre já estava afastado de suas funções por ordem do arcebispo de Manizales, devido a outro processo, em que era acusado de abusar de um adolescente de 14 anos em janeiro deste ano.

Fonte: Terra Colômbia