A Diocese Episcopal de Newark elegeu um clérigo de Massachusetts como seu próximo bispo neste sábado, deixando para trás um padre homossexual cuja seleção teria gerado mais confusão na igreja anglicana internacional.

O reverendo Mark Beckwith, da igreja All Saints, em Worcester, Massachusetts, foi escolhido entre cinco homens e uma mulher. A única pessoa abertamente gay considerada, o reverendo Michael Barlowe, de San Francisco, terminou no final da lista.

Foi a segunda vez em cinco meses que a diocese da igreja Episcopal norte-americana considerou uma pessoa gay para a posição de bispo. Em uma eleição em maio, a diocese da Califórnia, com sede em San Francisco, também aprovou um candidato homossexual.

A igreja norte-americana, de 2,4 milhões de membros, vive uma confusão desde a consagração em 2003 de Gene Robinson, de New Hampshire, considerado o primeiro bispo declaradamente gay em mais de 450 anos de história anglicana.

Ativistas gays na diocese de Newark disseram antes da votação que escolher o novo bispo era uma questão de selecionar a pessoa certa para o trabalho e não sua identidade sexual.

“A sexualidade de uma pessoa geralmente não é um problema nessa diocese, já há algum tempo”, disse John Simonelli, chefe da Comissão Oasis na diocese. Oasis é uma rede de apoio gay na igreja norte-americana.

O reverendo Edgar Guitierrez-Duarte da Igreja St. Paul, em Paterson, Nova Jersey, disse após a votação: “Nós estamos honrados que (Barlowe) tenha concorrido e que essa diocese, apesar da pressão ao redor, o tenha aceitado.”

“Essa diocese poderia ter dito não, mas honramos nossos princípios”, disse ele, adicionando que votou em Beckwith.

Mas a reverenda Elizabeth Kaeton, da igreja St. Paul, em Chatham, que é lésbica, disse que a liderança anglicana do Windsor Report, que exigiu que a igreja norte-americana se desculpasse pela consagração de Robinson foi o “elefante na sala” durante a votação.

A Comunhão Anglicana, de 77 milhões de membros, uma federação de igrejas nacionais ao redor do mundo, luta desde a elevação de Robinson para conservar unidas sua minoria liberal e a maioria conservadora, principalmente na África, que se opôs a consagração dele vigorosamente.

A liderança anglicana tem pressionado a igreja norte-americana a prometer não consagrar mais bispos gays. Em seu encontro em junho, a igreja Episcopal adotou uma resolução não-obrigatória que ficou muito aquém de uma promessa.

Estabelecia para aqueles com autoridade para “exercer moderação” ao consagrar futuros bispos “cuja maneira de viver apresente um desafio para a maioria da igreja e que leve a mais tensões na comunhão”.

Enquanto isso, algumas dioceses que se consideram ortodoxas se colocaram sob a jurisdição de bispos fora dos Estados Unidos e outras devem seguir o exemplo.

A Diocese de Newark conta com cerca de 35 mil membros em sete países. Cerca de 500 pessoas poderiam votar para o novo bispo. Antes de Beckwith ser elevado ele enfrenta uma revisão por bispos e comitês da igreja Episcopal, um processo de dois meses que é normalmente automático.

Fonte: Reuters