Um sacerdote católico, que concentrou a sua campanha em promessas de combater a corrupção, lidera a apuração das eleições para o governo de Pampanga, província próxima a Manila.

Segundo informam hoje a imprensa local, a apuração apresenta como virtual vencedor na província o padre Eddie Panlilio. Ele enfrentou todo tipo de manobras durante a campanha. O último capítulo foi no próprio dia das eleições, quando circularam por várias cidades de Pampanga cópias falsas de um jornal local afirmando que ele era casado e pai de dois filhos.

A publicidade negativa não deteve a “cruzada” de Panlilio. A apuração deixa o candidato à frente de Mark Lapid, o atual governador, e de Lilia Pineda, acusada de enriquecer graças à loteria ilegal do “jueteng”.

Lapid, de 26 anos, foi criticado pela sua falta de preparação política. Ele chegou ao governo graças às alianças políticas estabelecidas por seu antecessor, seu pai, Lito Lapid, um conhecido ator de cinema. Quanto a Pineda, não é segredo que é milionária graças ao “jueteng”, uma loteria que compra votos e alianças políticas.

Esse é o contexto no qual apareceu Panlilio, muito conhecido por seu trabalho social em sua paróquia. Agora ele espera a decisão de seus superiores da Igreja, descontentes com sua carreira política.

Fonte: EFE