Um debate sobre o aquecimento global em uma escola de Melipilla, no Chile, terminou com um escândalo quando, por engano, o padre que apresentava os slides exibiu uma imagem pornográfica. A fotografia foi vista por todos os alunos presentes.

Alguns estudantes comentaram o episódio – ocorrido na semana passada – com os pais, que denunciaram o fato ao diretor da escola. O caso acabou chegando à polícia, que está investigando o padre.

O bispado de Melipilla, no entanto, optou por manter Roberto Lizana Galarce em sua função. De acordo com um comunicado da entidade eclesiástica divulgado na terça-feira, “depois de tomar conhecimento das acusações contra Galarce, o bispo autorizou o religioso a continuar com suas atividades”.

O padre denunciado não é um professor contratado da escola. Ele começou a trabalhar como assessor pastoral da instituição este ano.

No cargo, costumava promover debates sobre temas considerados interessantes pela comunidade educativa.

Fonte: Terra Chile