Um padre se enforcou na sacristia da diocese de Trieste, na Itália, depois de admitir que abusou de uma menina de 13 anos.

Em conversa no último sábado (25) com o seu bispo, o sacerdote Don Max Suard, 48, admitiu as ações graves que cometeu e quis dois dias para preparar uma carta em que pedia perdão a Deus à igreja e à vítima.

O bispo, monsenhor Giampaolo Crepaldi, encontrou Don Max enforcado na sacristia quando foi informar oficialmente a sua expulsão e abertura de um procedimento canônico.

[b]Fonte: Bahia Notícias[/b]