A Igreja Católica irlandesa é uma das mais afetadas pelo escândalo dos abusos sexuais contra menores de idade por padres e religiosos.

O Papa Francisco aceitou nesta terça-feira (1º) a renúncia do bispo irlandês William Lee, que em 2010 admitiu ter protegido um padre pedófilo.

Lee, bispo da diocese de Waterford e Lismore, foi destituído com base do parágrafo 2 do artigo 401 do código de direito canônico, que contém as revogações por falta grave, indicou a Santa Sé.

Segundo a imprensa britânica, os atos aconteceram nos anos 1990 e o bispo teria pedido desculpas em 2010. Lee, alertado pelas vítimas de um padre pedófilo, o mudou de posto dentro da própria diocese, mas demorou dois anos para avisar a polícia.

A Igreja Católica irlandesa é uma das mais afetadas pelo escândalo dos abusos sexuais contra menores de idade por padres e religiosos, casos que aconteceram em sua maioria nos anos 1970.

[b]Fonte: D24AM[/b]