O papa Bento 16 pediu às autoridades e à Igreja brasileiras que dediquem uma atenção especial à preservação da Floresta Amazônica, em uma mensagem divulgada nesta quinta-feira pelo Vaticano.

A questão amazônica é o tema da mais nova edição da Campanha da Fraternidade, promovida pela Igreja Católica no Brasil.

Ontem, durante o lançamento da Campanha, o secretário-geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), d. Odilo Pedro Scherer, afirmou que as ações do governo são ineficientes ou ausentes na Amazônia.

Na mensagem do papa Bento 16, que vem ao Brasil em maio, o sumo Pontífice deseja que “as diversas instâncias da sociedade civil sejam cada vez mais sensíveis à questão amazônica, no respeito das exigências éticas da Justiça e do respeito à vida”.

Em uma referência à campanha brasileira, Bento 16 diz que a iniciativa “se insere no marco mais amplo da defesa do meio ambiente, porque esse vasto território constitui um patrimônio comum, que por sua realidade humana sócio-política, econômica e ambiental, requere uma atenção especial por parte da Igreja e da sociedade brasileiras”.

Segundo o papa, a Igreja tem que “fomentar um processo de ampla evangelização, que estimule a missão e as condições favoráveis para o descobrimento e o crescimento da fé de toda a população amazônica”.

Fonte: Folha de São Paulo