O papa Bento XVI enviou uma mensagem a D. Geraldo Lyrio Rocha, presidente da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), na qual afirma que “todas as ameaças à vida devem ser combatidas”.

A mensagem, publicada ontem pelo Serviço de Informação do Vaticano (VIS, em inglês), foi enviado a D. Geraldo por ocasião do lançamento da Campanha da Fraternidade de 2008.

Este ano, a campanha está subordinada ao tema “Fraternidade e defesa da vida” e ao lema “Escolhe, pois, a vida”.

“Ao dar início à Campanha da Fraternidade deste ano, renovo a esperança de que as diversas instâncias da sociedade civil queiram se solidarizar com a vontade popular que, na sua maioria, rejeita todas as formas contrárias às exigências éticas de Justiça e de respeito à vida humana de início até o seu fim natural”, diz a nota.

O pontífice lembra que em seu Discurso Inaugural da 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (Celam) disse que “os caminhos que traçam uma cultura sem Deus e sem os seus mandamentos, ou inclusive contra Deus, terminam sendo ‘uma cultura contra o ser humano e contra o bem dos povos latino-americanos'”.

Bento XVI também destaca que o Documento final de Aparecida “mostra que o encontro com Cristo é o ponto de partida para a negação desses caminhos de morte e a escolha da vida”.

Fonte: EFE