O Papa Bento XVI recebeu ontem no Vaticano o presidente da Alemanha, Horst Köhler, com quem analisou a situação no Oriente Médio e ressaltou a importância da educação da juventude e o diálogo entre religiões.

“O cordial colóquio permitiu um intercâmbio de opiniões sobre a situação internacional, especialmente sobre o Oriente Médio. Também se destacou a necessidade de promover um diálogo de paridade e um espírito de solidariedade em nível internacional, de modo particular em relação à África”, informou o Vaticano em comunicado.

O Papa e o presidente alemão também destacaram a importância de “um compromisso para a educação da juventude e para o diálogo entre as religiões”.

A audiência ocorreu na Biblioteca Privada do Papa e foi assistida também pela mulher de Köhler, Eva, e um grupo composto por 15 pessoas.

O Bispo de Roma e o líder alemão falaram a sós durante 35 minutos. Depois, entrou a esposa e o grupo na Biblioteca Privada.

Köhler presenteou o Papa com um concerto da Philharmonia Quartett Berlin na Sala Clementina do Vaticano.

Bento XVI presenteou o presidente de seu país de origem com um grande medalhão do Pontificado. Após o encontro, Köhler se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Tarcisio Bertone.

Fonte: EFE