O papa Bento XVI convocou neste sábado uma reunião extraordinária de cardeais para ouvir conselhos sobre como lidar com o recente escândalo do vazamento de documentos secretos do Vaticano.

O pontífice já tinha uma reunião prevista para a manhã deste sábado com os líderes dos escritórios do Vaticano, mas decidiu convocar um segundo encontro com outros cardeais numa tentativa de “restabelecer um clima de serenidade e confiança” na Igreja, segundo a assessoria de imprensa do Vaticano.

O Vaticano também informou que Bento XVI vai se reunir com mais cardeais em Roma nos próximos dias para “continuar o diálogo com as pessoas que compartilham com ele a responsabilidade de governar a Igreja”.

O Vaticano lida com a crise desde que centenas de documentos seus vazaram revelando casos de corrupção, disputas políticas internas e brigas de poder no patamar mais elevado da Igreja Católica Romana. O caso levou à prisão do mordomo de Bento XVI, depois que documentos do próprio papa foram encontrados no apartamento de seu funcionário.

Além de uma investigação criminal, o Vaticano conduz uma averiguação interna, liderada por uma comissão de três cardeais, para tentar chegar ao cerne do escândalo

[b]Fonte: Estadão[/b]