Edição especial inclui assinatura do Vaticano e palavras do pontífice. Ele pediu que fiéis distribuam gratuitamente o livro.

O papa Francisco ofereceu neste domingo (6) evangelhos de bolso gratuitos aos fiéis que presenciaram a tradicional oração do Ângelus na Praça de São Pedro e lhes pediu que os distribuam também gratuitamente a outras pessoas.

“Os recebestes de graça, os distribuí de graça”, pediu o pontífice aos fiéis congregados na praça, aos quais lembrou que hoje em dia o acesso às escrituras é mais fácil.

“É possível ler o evangelho através de vários instrumentos tecnológicos. Pode-se levar a bíblia inteira em um telefone celular, em tablet”, destacou.

O Vaticano já havia anunciado na sexta-feira (4) que, a pedido de Francisco, hoje seriam repartidos evangelhos de bolso a todos aqueles que fossem à Praça de São Pedro para a oração do Ângelus.

[b]Edição especial
[/b]
Os livros dessa edição, que foi publicada para a ocasião, têm a assinatura do Vaticano e incluem os quatro evangelhos e os Atos dos Apóstolos, além de algumas palavras do próprio pontífice sobre a Exortação apostólica “Evangelii Gaudium”.

O pontífice disse que se trata de um gesto simples e lembrou que durante as semanas precedentes tinha sugerido aos fiéis que carregassem sempre um pequeno evangelho para poder lê-lo sempre.

“Depois pensei na antiga tradição da Igreja, durante a Quaresma, de entregar o evangelho aos catecúmenos, aos que se preparavam para o batismo. Hoje quero oferecê-lo a quem está na praça, mas como sinal para todos, um evangelho de bolso”, anunciou.

A ideia da distribuição gratuita foi realizada com a colaboração dos seminaristas do Seminário Romano, as Irmãs da Madre Teresa e outras pessoas relacionadas à religião católica.

[b]Fonte: G1[/b]