Papa Francisco pensativo
Papa Francisco pensativo

O papa Francisco pediu perdão pelas feridas e ofensas provocadas à população da cidade chilena de Osorno, dividida pela designação do bispo Juan Barros – acusado de encobrir abusos sexuais.

O pedido de perdão foi feito em mensagem lida por um de seus enviados, monsenhor Charles Scicluna, durante missa realizada neste domingo (17) na Catedral San Mateo de Osorno.

“O papa Francisco me encarregou de pedir perdão a cada um dos fiéis da diocese de Osorno e a todos os habitantes deste território por terem sido profundamente feridos e ofendidos”, disse Scicluna durante a cerimônia realizada na Catedral San Mateo de Osorno, a 930 km ao sul de Santiago.

Todos os bispos chilenos, incluindo Barros, renunciaram durante reunião no Vaticano com o papa em maio, em meio a duras críticas do pontífice pelo tratamento que o clero do país deu às denúncias de pedofilia.

Francisco, que defendeu Barros em sua primeira visita ao Chile em janeiro, decidiu aceitar sua renúncia assim como a dos outros bispos. Apesar disso, os leigos afirmaram no domingo, minutos antes do início da cerimônia, que esta “não é uma missa de reparação e nem de reconciliação”, e manifestaram em comunicado lido por Mario Vargas, representante dos Leigos de Osorno, que “hoje se inicia um longo processo de cura que certamente durará muito tempo”.

Fonte: G1