A Igreja Católica se viu envolvida em uma série de casos graves de pedofilia nos Estados Unidos que custou milhões de dólares à instituição.

O papa Bento 16 lamentou os ataques que chamou de “injustos” e “infundados” à Igreja e a seus líderes em carta divulgada nesta quarta-feira e enviada à Ordem dos Cavaleiros de Colombo que realizam até hoje sua reunião anual em Washington.

Na carta, assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, a Igreja agradece o apoio dado por grupos como esse à Igreja nestes “tempos turbulentos”.

Bertone diz na carta que “diante dos frequentes ataques injustos e infundados à Igreja e a seus líderes, Sua Santidade está convencido de que a resposta mais efetiva é a máxima fidelidade à palavra de Deus”.

O cardeal recorre à Caritas in Veritate, a terceira encíclica de Bento 16, para lembrar que o pontífice vê a atual crise econômica mundial como “uma oportunidade para lembrar que nenhuma área da atividade humana está isenta de responsabilidade moral”.

Neste sentido, agradece que os Cavaleiros de Colombo defendam “a santidade da vida humana e a autêntica natureza do casamento” em um momento no qual “as normas morais e fundamentais, baseadas na verdade e inscritas no coração do homem, estão sendo questionadas cada vez mais”.

O grupo católico, fundado nos Estados Unidos em 1882, realiza desde terça-feira a 128ª Convenção Suprema dos Cavaleiros de Colombo.

[b]Fonte: Folha Online[/b]