O papa Bento 16 designou, nesta quarta-feira, o arcebispo Angelo Bagnasco para o poderoso cargo de presidente da Conferência dos Bispos da Itália, anunciou o Vaticano.

Bagnasco, de 64 anos, que manterá o cargo de arcebispo de Gênova, sucede o cardeal Camillo Ruini, que se aposentou. O presidente da conferência dos bispos italianos é o cargo mais importante na Igreja italiana.

Uma das principais e imediatas tarefas de Bagnasco será lidar com o governo de centro-esquerda da Itália e seu plano de reconhecer legalmente parceiros que não se casaram oficialmente, inclusive casais homossexuais.

A Igreja italiana se opõe fortemente à proposta e quer que políticos católicos a rejeitem.

Na maioria dos países, os bispos elegem o presidente de suas conferências. Entretanto, o papa tem o privilégio de nomear o presidente italiano porque o pontífice também ocupa a chefia da Igreja na Itália.

Fonte: Reuters