O Papa Francisco vai encontrar-se esta quinta-feira, no Vaticano, com o líder da Igreja Ortodoxa Siro-Malancar da Índia, Moran Baselios Marthoma Paulose II.

De acordo com um comunicado do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade entre os Cristão (CPPUC), a viagem daquele responsável religioso a Roma está enquadrada numa “visita pastoral aos fiéis siro-malancares espalhados pela Europa”.

No programa de Baselios Marthoma em solo italiano está ainda prevista “uma deslocação ao túmulo de São Pedro e um encontro com os membros do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade entre os Cristãos”.

Segundo a Santa Sé, a Igreja Ortodoxa Siro-Malancar é constituída por “cerca de dois milhões e meio de membros, 33 bispos e mais de 1700 sacerdotes”, distribuídos por “30 dioceses”.

O Vaticano recorda a “grande importância dos encontros que o Beato João Paulo II teve com o Patriarca Baselios Marthoma Mathews I, no ano de 1983 em Roma, e três anos depois em Kottayam, na Índia”.

Naquela ocasião, foi instituída a Comissão Mista Internacional para o Diálogo entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa Siro-Malancar, que favoreceu a formulação de uma “declaração cristológica comum, em 1990”.

Desde então, as conversações decorrem “uma vez por ano em Kerala, no sul da Índia, tanto com membros da Igreja Siro-Ortodoxa Malancar como com representantes da Igreja Ortodoxa Siro-Malancar”.

Nos últimos anos, acrescenta o CPPUC, os encontros têm sido direcionados sobretudo para a abordagem de questões como “a história da Igreja na India, a eclesiologia e o testemunho comum”.

[b]Fonte: Agência Ecclesia[/b]