O papa Bento XVI pediu neste domingo aos fiéis católicos que compreendam que a oração não é “um acessório”, mas “um assunto de vida ou morte”, durante a oração do Angelus do segundo domingo da Quaresma, na praça de São Pedro.

“Orar não é se evadir da realidade, nem das responsabilidades que implica, mas assumi-las profundamente, contando com o amor fiel e inesgotável do Senhor”, declarou o Papa diante de milhares de pessoas reunidas na praça de São Pedro.

“A oração não é um acessório, nem uma opção, mas um assunto de vida ou morte. Só quem reza, ou seja, quem se entrega a Deus com amor filial, pode entrar na vida eterna, que é o mesmo Deus”, acrescentou Bento XVI.

Fonte: AFP