O presidente George W. Bush imagina que será premiado por acelerar o Apocalipse e o Juízo Final com suas guerras, ironizou o líder cubano Fidel Castro em um artigo publicado nesta segunda-feira na imprensa local.

“Bush imagina que Deus vai premiá-lo por acelerar o dia do Apocalipse e o Juízo Final, e depois vai sentá-lo à Sua direita, em um lugar de honra”, afirmou Fidel na segunda parte de seu artigo intitulado “Bush no céu”, no qual faz alusão ao discurso do presidente americano por ocasião da Páscoa.

“Talvez então o presidente americano abandone os gestos de ódio que acompanham seus discursos para morar sob o mesmo teto junto com as almas dos seres humanos que exterminou em sua guerra contra o terrorismo.”

Fidel, um comunista que estudou em colégios católicos, recorda que “o Antigo Testamento fala de arcanjos cuja ambição transformou em inimigos de Deus e foram enviados ao inferno. É difícil tirar da cabeça a idéia de que Bush tem nos genes alguns daqueles arcanjos”.

Também comentou que ninguém soube tirar melhor proveito das declarações do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, para “moldar a opinião dos cidadãos dos Estados Unidos e muitos outros países do mundo com cultura e crenças similares”.

“Dessa forma Bush justifica as brutais e genocidas guerras de que tanto o imperialismo necessita”, explicou.

Acrescentou que “não existe nada mais parecido com um manicômio” do que os debates dos candidatos presidenciais dos Estados Unidos, “que discutem a guerra segura contra a guerra provável”.

Fonte: AFP